Foi somente em 28 de março de 1865 que Jundiaí conseguiu ser elevada à categoria de cidade, mais de duzentos anos depois da criação da vila.

O argumento usado peloVisconde de Parnaíba para convencer as autoridades do império para a mudança de categoria, deveu-se ao fato de que o município iria receber em breve as linhas ferroviárias da Estrada de Ferro Santos-Jundiaí. Também argumentou que o município era o maior centro distribuidor de café do Brasil.

A elevação à cidade trouxe como consequência a expansão da urbanização. O trem trouxe também a formação de uma nova mentalidade. A vila tinha cumprido seu papel. Agora cabia ao município aglutinar forças para uma nova era de prosperidade.

Por volta de 1870 começaram a chegar as primeiras famílias italianas. Logo se incorporaram à vida do município, trabalhando na zona rural ou na cidade. Em 1890 os italianos tinham muitos representantes na área urbana, que se ocupavam de diversas tarefas importantes. Chegaram a formar duas bandas de música, interferiram na vida política, econômica e social. Construíram um teatro e inauguraram a era das conversas nos botequins. O Boteco do Teatro São José ficou famoso. Outro lugar que ganhou fama foi o Bar e Bilhar Dom Manuel, centro de reunião das elites políticas da era republicana.


A seguir: O CAFÉ